MODALIDADES

BALLET CLÁSSICO

É a base técnica de todas as outras danças, o ballet surgiu na Itália no período Renascentista e se espalhou por toda a Europa a partir do século XV. É uma aula técnica, com aquecimento, exercícios na barra, exercícios de centro e diagonal, utilizando de movimentos técnicos de giro, salto e de alongamento. 

BALLET FITNESS

É uma modalidade fitness que usa de exercícios e das posições do ballet para fortalecer e definir a musculatura. Não precisa ter feito ballet para fazer essa aula, mas quem tem conhecimento da base técnica do ballet consegue assimilar os exercícios com mais facilidade. 

BALLET BLEND

É uma modalidade fitness cujo o método foi desenvolvido pela professora Ana Paula Martins, mesclando os princípios do balé clássico com a ginástica localizada coreografada da década de 90. 

WALK DANCE

É uma modalidade para quem nunca dançou, essa técnica foi criada por Helô Gouvea a partir da união entre a caminhada e um vasto vocabulário de movimentos mesclando estilos e ritmos musicais.

JAZZ DANCE

Estilo que nasceu da cultura afro-americana no final do século XIX nos EUA, e se popularizou junto com a música Jazz na mesma época. Utiliza como base técnica o ballet clássico, dança moderna e as danças tradicionais africanas.

CONTEMPORÂNEO

Estilo surgiu nos meados do século XX com uma combinação de elementos de diversas linguagens artísticas. A técnica de dança contemporânea, quebra com a verticalização da dança clássica e utiliza do chão, explorando diferentes apoios, utilizando da gravidade para realizar rolamentos e quedas. 

JAZZ CONTEMPORÂNEO

Esse estilo surgiu do encontro entre a técnica de Jazz Dance e o Contemporâneo. Se popularizou nos anos 2000 devido ao programa “So You Think You Can Dance”.  É uma aula que mescla exercícios técnicos de jazz (diagonais, giros, saltos) com exercícios de contemporâneo (rolamentos, quedas e contrações).

HIP HOP

É um movimento cultural que surgiu nas comunidades afro-americanas nos anos de 1970 em Nova York e envolve música, dança e grafite.
É uma modalidade que inclui uma variedade de estilos, como o breakdance, popping e o locking.

JAZZ FUNK

É um estilo moderno, urbano, jovem e sensual, que surgiu da mistura dos estilos de danças urbanas com o jazz dance. A modalidade se popularizou no mundo pop, tendo fortes influências da música pop e do hip hop, através de coreografias performáticas e cheias de presença cênica e estilo.

DANCEHALL

É um estilo que surgiu na Jamaica na década de 1970 associado a um gênero musical de mesmo nome. Com movimentos de dança afro influenciado pelo hip hop e Street Dance, o Dance Hall é dinâmico dançado nas batidas do contratempo musical.

VIDEO DANCE

Estilo que se inspira na linguagem pop de videoclipes e shows, transportando o aluno através da dança para um set de gravação ou uma performance de palco.

SAPATEADO

É uma dança percussiva que necessita de uma sapato adequado para praticá-la. Uma de suas possíveis origens foi durante a Revolução Industrial, surgindo em meio a classe operária da época. Na Irlanda há registros do sapateado como uma manifestação de dança popular por volta do século do século V.

DANÇA DO VENTRE

É uma dança antiga que surgiu na região do Oriente Médio e Ásia Meridional, geralmente utiliza de músicas de percussão da cultura árabe. O estilo foi se transformando com o tempo e de acordo com regiões em que foi se popularizando, hoje em dia as técnicas mais estudados é a Norte Americana, Libanesa, Egípcia e a Brasileira que se baseia nas técnicas anteriores.

FLAMENCO

É uma modalidade de dança tradicional da região da Andaluzia na Espanha, que surgiu da fusão cultural dos ciganos e mouros e recebeu influência árabe e judaica. O Flamenco é composto pelo canto, o toque (geralmente guitarra ou violão), as palmas e o baile (a dança). As castanholas e o cajón são instrumentos de percussão tradicionais do Flamenco.

MAT PILATES

É uma modalidade de bem estar que é realizada no chão com o apoio dos mats (tapete ou colchonete), também conhecido como Pilates de Solo. Joseph Pilates durante o período da Primeira Guerra Mundial criou essa técnica com os exercícios de chão e posteriormente adaptou os exercícios para serem realizado em macas e cadeiras dando origem ao Pilates de Aparelho. 

ALONGAMENTO

É uma modalidade de bem estar com o objetivo de recuperar ou ampliar a flexibilidade da musculatura, trabalhando ao mesmo tempo a amplitude articular e a liberação de tensões musculares. É uma aula complementar das outras atividades que além de  proporciona bem-estar físico e mental, melhora a postura e reduz a probabilidade de lesões.Essa aula pode utilizar de exercícios de solo e com barra.

YOGA

É uma modalidade de bem estar que se baseia nas tradicionais disciplinas físicas da Índia, que mesclam meditação com exercícios chamados asanas que são posturas que utilizam de alongamento, respiração e isometria.

FULL CONNECTION

Modalidade inédita criada pela bailarina e terapeuta quântica Tatiana Piacentini, tem como objetivo aprofundar o conhecimento sobre corpo, mente e espírito, trazendo diversas técnicas que visam desenvolver uma relação mais completa do indivíduo com ele mesmo, e com a energia que ele cria no mundo.

AEROJAZZ

É uma modalidade fitness para quem está atrás de uma opção de exercício físico que mistura dança, queima calórica e diversão. Utilizando de passos de jazz, é uma aula coreografada, com sequências simples repetitivas e aeróbicas, promovendo um treino cardiovascular intervalado e descontraído, não tendo necessidade de ter experiência anterior em dança. A aula é dividida entre aquecimento e exercícios coreográficos.

© 2022 Estúdio Anacã Corpo e Movimento

BALLET CLÁSSICO

É a base técnica de todas as outras danças, o ballet surgiu na Itália no período Renascentista e se espalhou por toda a Europa a partir do século XV.
É uma aula técnica, com aquecimento, exercícios na barra, exercícios de centro e diagonal, utilizando de movimentos técnicos de giro, salto e de alongamento.

Por ser uma aula técnica sempre se atente ao nível da aula: 

Iniciante é para aqueles que nunca fizeram ballet ou não fazem aula há muitos anos e desejam retornar. 

Iniciante II, é para quem já dominou os exercícios básicos do ballet ou quer aprimorar suas bases técnicas. 

Intermediário, possui um grau de complexidade técnica maior, por isso é para quem já tem mais experiência com a técnica, exige mais sustentação, força, agilidade e controle para realizar passos mais dinâmicos.

BALLET FITNESS

É uma modalidade fitness que usa de exercícios e das posições do ballet para fortalecer e definir a musculatura. Não precisa ter feito ballet para fazer essa aula, mas quem tem conhecimento da base técnica do ballet consegue assimilar os exercícios com mais facilidade. Essa aula é para quem quer definição e força muscular, possui exercícios de barra, no chão, diagonal e pode utilizar acessórios como pesinhos, caneleira, bola, elástico entre outros.

BALLET BLEND

É uma modalidade fitness cujo o método foi desenvolvido pela professora Ana Paula Martins, mesclando os princípios do balé clássico com a ginástica localizada coreografada da década de 90. Como no Ballet Fitness, não precisa ter feito ballet para fazer essa aula, que tem como objetivo estimular a prática wellness, trabalhando todo o corpo, musicalidade e equilíbrio. Essa aula é para quem quer definição e tonificação muscular, possui exercícios de barra, flexões, exercícios no chão, abdominais e pode utilizar de acessórios como pesinhos, elásticos, caneleiras entre outros.

WALK DANCE

É uma modalidade para quem nunca dançou, essa técnica foi criada por Helô Gouvea a partir da união entre a caminhada e um vasto vocabulário de movimentos mesclando estilos e ritmos musicais. É uma aula técnica e dançante que alfabetiza e liberta o corpo ao mesmo tempo. Pode ser praticada por qualquer pessoa, com ou sem vivência na dança e é ideal para todas as idades, já que não tem movimentos de muito impacto.

Por ser uma aula técnica sempre se atente ao nível da aulas:

Iniciante é para aqueles que nunca dançaram ou tem pouca experiência com a dança. As aulas são coreografias curtas e repetitivas para desenvolver a musicalidade e memorização dos passos. 

Intermediário, é para quem já tem mais experiência com a dança ou uma boa musicalidade corporal. As sequências são mais longas, com mais passos e movimentação mais dinâmica. 

JAZZ DANCE

Estilo que nasceu da cultura afro-americana no final do século XIX nos EUA, e se popularizou junto com a música Jazz na mesma época. Utiliza como base técnica o ballet clássico, dança moderna e as danças tradicionais africanas.
É uma aula técnica, geralmente coreografada, com sequências dançantes de aquecimento, barra, centro e diagonais. Utiliza de muitos exercícios técnicos de ballet clássico, porém não é necessário ter experiência prévia de ballet para aprender.

Como é uma aula técnica, sempre se atente ao nível da aula:

Iniciante é para quem nunca dançou antes, ou para quem não dança a muitos anos e deseja retornar.

Iniciante II é para quem já dominou os exercícios básicos do Jazz Dance e busca aprimorar sua técnica.

Intermediário é para quem já domina, giros, saltos e rolamentos, as aulas possuem uma complexidade técnica maior e com sequências mais longas e dinâmicas. 

CONTEMPORÂNEO

Estilo surgiu nos meados do século XX com uma combinação de elementos de diversas linguagens artísticas. A técnica de dança contemporânea, quebra com a verticalização da dança clássica e utiliza do chão, explorando diferentes apoios, utilizando da gravidade para realizar rolamentos e quedas. É uma aula técnica que desenvolve a expressão corporal, exige um corpo mais solto e mais livre.Usa diferentes estilos de música e possui exercícios de solo, coreografias e diagonais. 

Como é uma aula técnica, sempre se atente ao nível da aula:

Iniciante é para quem nunca dançou antes, ou para quem não dança a muitos anos e deseja retornar.

Iniciante II é para quem já dominou os exercícios básicos de chão, rolamentos, queda e busca aprimorar sua técnica.

Intermediário é para quem já domina, giros, saltos e rolamentos, as aulas possuem uma complexidade técnica maior e com sequências mais longas e dinâmicas. 

JAZZ CONTEMPORÂNEO

Esse estilo surgiu do encontro entre a técnica de Jazz Dance e o Contemporâneo. Se popularizou nos anos 2000 devido ao programa “So You Think You Can Dance”. 

É uma aula que mescla exercícios técnicos de jazz (diagonais, giros, saltos) com exercícios de contemporâneo (rolamentos, quedas e contrações). Os exercícios coreográficos são expressivos e geralmente usa de músicas com enredo forte, adicionando movimentos corriqueiros e desconstruindo movimentos clássicos.

É uma aula técnica que exige experiência prévia em Jazz Dance ou Contemporâneo.

HIP HOP

É um movimento cultural que surgiu nas comunidades afro-americanas nos anos de 1970 em Nova York e envolve música, dança e grafite. É uma modalidade que inclui uma variedade de estilos, como o breakdance, popping e o locking. Está constantemente sendo influenciada pelo mundo pop, surgindo sempre novos passos e estilos. A aula é dividida em aquecimento e exercícios coreográficos, utilizando de músicas instrumentais e cantadas, com movimentos fortes, expressivos e dinâmicos.A aula é dividida em níveis de acordo com a complexidade dos passos e dinâmica dos movimentos, então sempre atente-se ao nível da aula.

Iniciante é para quem nunca dançou antes, ou não tem experiência com esse estilo.

Iniciante II é para quem já dominou os exercícios básicos do Hip Hop e já adquiriu maior musicalidade na execução técnica dos movimentos.

Intermediário é para quem já tem mais experiência com o estilo, as aulas possuem uma complexidade técnica maior e com sequências mais longas e dinâmicas. 

JAZZ FUNK

É um estilo moderno, urbano, jovem e sensual, que surgiu da mistura dos estilos de danças urbanas com o jazz dance. A modalidade se popularizou no mundo pop, tendo fortes influências da música pop e do hip hop, através de coreografias performáticas e cheias de presença cênica e estilo. É uma aula dinâmica, até mesmo nas aulas mais iniciantes terá movimentos rápidos, já que são característicos do estilo. Ter experiência em outras danças ajuda a assimilar melhor os movimentos, porém não é obrigatório ter experiência prévia nas aulas iniciantes. A aula é dividida em aquecimento e exercícios coreográficos, podendo utilizar de “floorwork” (coreografia no chão) e de elementos cênicos como cadeiras, barra, entre outros. A aula é dividida em níveis de acordo com a complexidade dos passos e dinâmica dos movimentos, então sempre atente-se ao nível da aula.
Iniciante é para quem nunca dançou antes, ou não tem experiência com esse estilo.
Iniciante II é para quem já tem experiência com danças urbanas e já adquiriu maior musicalidade na execução técnica dos movimentos.
Intermediário é para quem já tem mais experiência com o estilo, as aulas possuem uma complexidade técnica maior e com sequências mais longas e dinâmicas.

DANCEHALL

É um estilo que surgiu na Jamaica na década de 1970 associado a um gênero musical de mesmo nome. Com movimentos de dança afro influenciado pelo hip hop e Street Dance, o Dancehall é dinâmico dançado nas batidas do contratempo musical. É uma dança solo, com ênfase no quadril e no peitoral que explora a sensualidade e a diversão.

Essa aula é indicada para quem já tem experiência com outros estilos de danças urbanas e quer experimentar uma linguagem nova. Exige destreza e agilidade com os pés e coordenação dos braços.

VIDEO DANCE

Estilo que se inspira na linguagem pop de videoclipes e shows, transportando o aluno através da dança para um set de gravação ou uma performance de palco.

É um estilo bem próximo ao Jazz Funk, e que pode utilizar elementos de outras modalidades, sempre trabalhando presença cênica, atitude e sensualidade.

Não é necessário ter experiência prévia para fazer essa aula, porém quanto mais bagagem corporal melhor para ser incorporado na “cena”.

A aula é dividida em aquecimento e exercícios coreográficos, podendo utilizar de “floorwork” (coreografia no chão) e de elementos cênicos como cadeiras, barra, entre outros.

SAPATEADO

É uma dança percussiva que necessita de uma sapato adequado para praticá-la. Uma de suas possíveis origens foi durante a Revolução Industrial, surgindo em meio a classe operária da época. Na Irlanda há registros do sapateado como uma manifestação de dança popular por volta do século do século V. No século XIX com a imigração irlandesa para a América do Norte provocou uma fusão entre o sapateado irlandês com um tipo de dança afro de percussão corporal, dando origem ao Sapateado Americano ou Tap Dance.  A diferença entre o Irish Tap Dance e o Tap Dance é que no estilo irlandês a concentração maior é nos pés, o tronco permanece rígido, já no estilo americano tem mais gingado, abrindo a dança para o dançarino explorar seu estilo pessoal. O sapateado se popularizou durante as décadas de 1930 e 1950 através dos musicais e filmes de Hollywood. Aqui no Anacã nossas aulas exploram esse estilo americano o Tap Dance, como é uma aula técnica sempre fique atento ao nível da aula:
Iniciante é pra quem nunca teve contato com a modalidade, trabalhamos todos os primeiros passos, transferências de peso e coordenação motora.
Iniciante II é para quem já tem de 1 a 2 anos de experiência, pois exige um domínio dos passos básicos e também das nomenclaturas, e agora começamos a misturar os passos mais parecidos dentro de uma mesma sequência e novas dinâmicas de transferência de peso. Iniciação a percepção das musicalidades criadas pelo sapatear.

Intermediário para quem já tem de 2 a 4 anos de experiência, total domínio dos passos básicos e das transferências de peso do corpo, aqui aprende-se sequências mais complexas, e introdução aos passos mais avançados, exercícios onde se faz coisas diferentes com cada perna ao mesmo tempo, percepção musical mais aflorada e iniciação a dinâmicas musicais diferentes dentro da mesma sequência.
Avançado é para quem já tem mais de 5 anos de experiência, domínio de todos os passos, sequência bem elaboradas em todos os sentidos: passos mais complexos, mais sons ao mesmo tempo, sequências mais rápidas, domínio da musicalidade.

DANÇA DO VENTRE

É uma dança antiga que surgiu na região do Oriente Médio e Ásia Meridional, geralmente utiliza de músicas de percussão da cultura árabe. O estilo foi se transformando com o tempo e de acordo com regiões em que foi se popularizando, hoje em dia as técnicas mais estudados é a Norte Americana, Libanesa, Egípcia e a Brasileira que se baseia nas técnicas anteriores.

É uma aula técnica onde se desenvolve a habilidade motora para realizar ondulações, tremidos, batidas e torções. Pode utilizar de acessórios como véus, espada, candelabros entre outros. A aula é dividida entre aquecimento, exercícios técnicos e coreográficos.

FLAMENCO

É uma modalidade de dança tradicional da região da Andaluzia na Espanha, que surgiu da fusão cultural dos ciganos e mouros e recebeu influência árabe e judaica. O Flamenco é composto pelo canto, o toque (geralmente guitarra ou violão), as palmas e o baile (a dança). As castanholas e o cajón são instrumentos de percussão tradicionais do Flamenco.

Como o Sapateado, para fazer essa aula é necessário um sapato adequado, assim como pode precisar, de acordo com a aula, de uma saia específica.

A aula é dividida entre aquecimento, exercícios técnicos e coreográficos.

MAT PILATES

É uma modalidade de bem estar que é realizada no chão com o apoio dos mats (tapete ou colchonete), também conhecido como Pilates de Solo. Joseph Pilates durante o período da Primeira Guerra Mundial criou essa técnica com os exercícios de chão e posteriormente adaptou os exercícios para serem realizado em macas e cadeiras dando origem ao Pilates de Aparelho. 

É uma aula que ajuda a melhorar a postura, fortalece a musculatura sem causar impacto, melhora o movimento das articulações, melhora a flexibilidade e auxilia no alívio de dor crônica. Os exercícios são realizados no solo e pode utilizar de acessórios como foam roll, flex ring, bola, faixa elástica entre outros.   

YOGA

É uma modalidade de bem estar que se baseia nas tradicionais disciplinas físicas da Índia, que mesclam meditação com exercícios chamados asanas que são posturas que utilizam de alongamento, respiração e isometria. Há centenas de estilos diferentes de Yoga no mundo, e diversos métodos físicos e filosóficos que envolvem a prática. No Anacã temos os seguintes estilos: Gokul Yoga, essa  aula é um introdutório ao sistema, começando pela prática externa (bhayranga) dos asanas e terminando com a prática interna (antharanga), pranayama. Ela é aberta à iniciantes e à praticantes de diversas jornadas.
Ashtanga Vinyasa Yoga, é uma aula que contém 6 séries já predefinidas e que são adaptadas de acordo com o praticante. Sincronizando a respiração com os movimentos, consiste em realizar os asanas (posturas) e as transições entre asanas ligando as inspirações e expirações respiratórias a um determinado movimento.
Nessa aula antes de iniciar a prática, realizam-se as Saudações ao Sol ou Surya namaskar, em seguida se pratica os asanas fundamentais e se inicia as séries de acordo com o nível de prática dos participantes.
Como as posturas e exercícios são adaptadas de acordo com cada praticante não é necessário ter experiência prévia para fazer essa aula.